Notícias Jurídicas

ESCOLA DE MAGISTRADOS DA JUSTIÇA FEDERAL DA 3ª REGIÃO PROMOVE EVENTO SOBRE ENCARCERAMENTO FEMININO

Entre os dias 29 e 31 de outubro, a Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região (EMAG) realizará, em seu auditório, o curso . A iniciativa se justifica frente ao aumento exponencial de mulheres encarceradas nos últimos anos. O evento está sob a coordenação das Juízas federais Renata Lotufo e Natália Luchini. Segundo o relatório “Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen Mulheres)”, entre 2000 e 2014, houve aumento de 567,4% na população prisional feminina, então composta por aproximadamente 37 mil mulheres. No mesmo período, o encarceramento masculino cresceu 220,2%, ou seja, menos da metade do crescimento do número de mulheres presas. Em 2016, a população carcerária feminina era de aproximadamente 42 mil mulheres, enquanto o número de vagas no sistema penitenciário era de pouco mais de 27 mil. O Brasil ocupa o 4º lugar no mundo em relação ao encarceramento da população feminina. A Justiça Federal lida com um público específico que é o de mulheres estrangeiras, em grande parte “mulas” do tráfico, representantes de um contingente significativo do número total de réus. Recentemente foi constatado o aumento de 37% no número de rés em Guarulhos. O contingente feminino de rés se relaciona não só ao tráfico por meio de “mulas”, mas também ao tráfico internacional de pessoas. Dentro da perspectiva de gênero, a questão dos transexuais, especialmente as transexuais mulheres, também tem aumentado no sistema carcerário. Nessa área há uma dificuldade e carência de parâmetros na atuação de juízes, procuradores e promotores diante de casos concretos envolvendo transexuais. O curso será ministrado das 9h às 18h, no auditório da escola e é destinado para magistrados, servidores que trabalham com matéria criminal, incluindo aulas teóricas, visitas aos presídios, oficinas e fóruns virtuais. Também será aberto para o público em geral (somente aulas teóricas), presencial ou por videoconferência. Acesse aqui para mais informações e inscrições. Curso: Encarceramento Feminino Visto de Perto: Gênero, Maternidade e Prisões de Estrangeiras Período: 29 a 31 de outubro de 2018 Local: Auditório da Emag, na Av. Paulista, 1.912, 1º andar Horário: 9h às 18h Modalidades: magistrados (36 horas); servidores que trabalham com matéria criminal (30 horas); magistrados servidores e público em geral (9 horas) Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região
10/10/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.